Gestão de uma empresa de família

A gestão de uma empresa de família é parecida com a gestão de qualquer pequena empresa. Todavia, existem determinados aspectos que são específicos à gestão de empresas familiares.

Os problemas que surgem com mais frequência em uma empresa familiar podem ser:

  • Discussões associadas ao funcionamento diário da empresa
  • Diferenças de opinião quanto à distribuição ou o uso dos lucros da empresa
  • Taxa de rotatividade elevada entre os empregados que não são membros da família

Tensões familiares

A diferença de opiniões nem sempre produz desavenças, apesar de as relações emocionais entre os membros da família poderem complicar a tomada de decisões objetivas.

Algumas maneiras de controlar as tensões familiares existentes na sua empresa são:

  • Estabeleçar um processo para solucionar disputas antes destas ocorrerem.
  • Contrate um mediador.

Gestão da empresa

Se um membro da família for responsável por gerir a empresa, essa pessoa deverá ser capaz de negociar com os outros membros da família para tomar as melhores decisões para a empresa. Por vezes, a contratação de um gerente que não faça parte da família pode garantir um controle e uma supervisão mais objetivos.

Nos dois casos, as funções e as responsabilidades de todos os empregados, incluindo os membros da família, devem ser claramente definidas, bem como o poder do gerente para suspender ou despedir qualquer membro do pessoal que desrespeite as regras da empresa. A imparcialidade é muito importante nas empresas familiares e um sistema de gestão baseado na tolerância acabará por ser ineficaz.

Planejamento sucessório

O planejamento sucessório é um aspecto importante a considerar em qualquer empresa de pequeno porte. Pense em quem irá assumir as funções caso algo aconteça ao membro da família que possui ou administra a empresa. Um sólido plano sucessório poderá orientar sua empresa para uma mudança na gerência e ajudar a evitar conflitos.

Contratação de parentes

Um dos aspectos mais comuns que encontramos em uma empresa familiar é a pressão para contratar um parente. O aspecto emocional das relações familiares pode dificultar a recuso do pedido. Procure tomar a decisão com base no que é melhor para o seu negócio, não levando em conta os vínculos emocionais.

A contratação de um membro da família não deverá afetar a relação que você mantém com os outros membros do pessoal da empresa. Trate os parentes da mesma maneira que os empregados que não fazem parte a família.

Apresentação de novas ideias

Quando apresentar novas ideias para melhorar a empresa, principalmente quando envolver gastos, fundamente suas informações em fatos para oferecer um ponto de vista objetivo sobre o que é melhor para a empresa. Assim, os membros da família poderão tomar uma decisão informada com a ajuda de dados concretos.

Você também pode contratar um consultor empresarial. Por vezes, os parentes aceitam a credibilidade dos consultores (por exemplo: banqueiros, contabilistas ou advogados) quando não querem aceitar sua opinião.

Tais consultores externos podem também ajudar a confirmar o montante dos gastos da empresa, bem como dedicar tempo e esforço adicionais a projetos especializados que possam exigir mais pesquisa.

Distribuição dos lucros

Pagar aos membros da família e distribuir os lucros entre os mesmos pode ser uma tarefa difícil. Muitas pessoas sentem que estão sendo mal remuneradas; mas o que fazer quando os parentes não estão satisfeitos com a sua parte nos lucros?

Se a empresa for uma pequena sociedade, é possível alcançar determinados fatores compensatórios usando dividendos em ações ou recapitalizando a empresa.

Outra maneira de garantir uma distribuição justa dos lucros consiste em oferecer salários competitivos. Informe-se sobre as escalas salariais existentes em sua região para diversos cargos e use-as como guia para fins de remuneração de todo o pessoal da empresa.

Para fins de distribuição dos lucros, você também poderá usar outros benefícios como os planos de participação diferida nos lucros, os planos de pensões e as apólices de seguros. A oferta de benefícios pode satisfazer os membros da família e ajudá-los a aumentar seu ativo pessoal.

Uma vez que tenha decidido qual o método a ser usado, uma boa ideia é escrevê-lo sob a forma de um acordo formal. Esse documento pode:

  • ser um registro das decisões tomadas
  • estabelecer expectativas
  • facilitar o processo no futuro

Rotatividade do pessoal

Algumas empresas familiares enfrentam dificuldades com a alta taxa de rotatividade entre os empregados que não fazem parte da família. Uma última entrevista com os empregados que decidem deixar a empresa pode lhe proporcionar a oportunidade de explicar as razões da sua partida, o que poderá ajudar a entender as causas da rotatividade. Uma vez que você saiba quais os fatores que afetam a rotatividade, é possível adotar medidas para atendê-los.

Não esqueça que o sucesso de uma empresa familiar depende da capacidade de geri-la como um negócio.

Para mais informações sobre a gestão de empresas familiares e outras temas comerciais, comunique hoje mesmo com Canada Business Ontario / Entreprises Canada Ontario. O atendimento telefônico está disponível nos idiomas inglês ou francês.